Banco Alegria

Banco Alegria

Studio Volanti
A peça é toda confeccionada em marcenaria tradicional e artesanal, valorizando os encaixes e principalmente a marcenaria japonesa. Todas as peças possuem a mesma largura mas os pés são colados e prensado, com vão intercalados para acomodar as ripas do assento. Cavilhas em marfim seguram a peça para que a madeira não empene com as variações de umidade. A peça foi inspirada no banco Tokyo, de Charlotte Perriand. O nome do banco da designer francesa é uma homenagem ao Japão, país onde ela morou durante alguns anos e aprendeu a trabalhar com madeira e encaixes. Após a finalização da montagem é utilizada uma fresa em todas as quinas para arredondar os cantos vivos. Fotografias do banco em madeira Catuaba
Default Title